R$78,30

Meios de envio
Nossa loja
  • Velas Pai João De AngolaAvenida Dona Sofhia rasgulaeff, 177, Jardim Alvorada Maringa - Pr. CEP 87033400 - Atendimento de Segunda à Sexta das 9:00 às 18:00 Telefone (44) 3034-5827 e Whatsapp (44) 9 9736-0296
    Grátis
Descrição

Na Umbanda se oferece a Ogum velas branca, vermelha, azul  e velas cruzadas vermelha e Branca.

Colocamos a disposição  para venda vela vermelha.

 

Ogum o orixá da guerra é bastante cultuado no Brasil, especialmente por ser associado à luta, à conquista. É o Orixá do Ferro, da guerra, da agricultura e da tecnologia.

Ogum é um grande guerreiro e sempre foi uma das figuras míticas mais invocadas. Sua função é intervir, no plano astral, nas guerras que os seres humanos não conseguem travar ou vencer na sua luta cotidiana. É também um orixá que venceu muitas batalhas por amor. Ogum é sempre um defensor ferrenho de seus filhos e está sempre disposto a nos ajudar e a defender uma justa causa.

Ogum é quem realiza a abertura de caminhos, a ordenação, o afastamento da desordem e do caos, o corte das atuações negativas. Mas tudo a partir do equilíbrio íntimo dos seres perante a Lei Divina. A primeira “batalha” que Pai Ogum nos ensina a realizar é vencer os vícios e a desordem interna. Uma vez equilibrados, podemos, então,  atrair situações e relacionamentos ordenados.

O Orixá da guerra e também senhor dos nosso caminhos

Ogum também é considerado o Senhor dos caminhos. Ele protege as pessoas em locais perigosos, dominando a rua com o auxílio de Exú. Exú é dono das encruzilhadas, assumindo a responsabilidade do tráfego, de determinar o que pode e o que não pode passar. Ogum é o dono dos caminhos, das ligações que se estabelecem entre os diferentes locais.

Lei e Justiça são interligadas. O dragão subjugado por São Jorge, que sincretiza com Ogum, representa exatamente o trabalho pela vitória sobre as nossas trevas interiores. O dragão é o símbolo da maldade, dos vícios, das negatividades, do ego exacerbado, da vaidade extrema, da ganância etc.

Vencendo “o dragão”, sob o amparo de Ogum, nós podemos atrair situações favoráveis, sob o amparo da Lei Divina. Sintonizados com essa Lei, alcançamos o amparo da Justiça do Criador. Então, os inimigos terão olhos, mãos, pés e armas, mas não conseguirão nos enxergar. Não poderão nos tocar e nem nos alcançar ou ferir, como diz um ponto cantado.

culto ao orixá da guerra

O culto a Ogum se dá as terças-feiras. É quando o “Senhor da Guerra” vem a nosso socorro nos defender das demandas e ajudar a vencer as batalhas da vida cotidiana.

Todas as danças dos filhos de Ogum têm marcações marciais, de guerra e luta.

As comidas cerimoniais a ele oferecidas costumam ser simples. Preferencialmente secas, sem molhos elaborados, feitas com o mínimo de ingredientes possível para estarem prontas rapidamente. Sem a necessidade de muitas pessoas para ajudar, nem panelas para cozinhar.

  • Dia da semana dedicado a Ogum: terça-feira
  • Comemoração anual a Ogum: 23 de abril
  • cor de velas para Ogum: toda branca, azul escura, azul clara.
  • banhos de ervas para terça-feira: banho de folha de mangueira, banho de eucalipto, banho de guiné, banho de espada de São Jorge, banho de rosa branca.
  • Saudação a Ogum: Ogunhê!
  • defumação para terça-feira: alecrim, mistura sagrada de chama dinheiro, incenso de alfazema, incenso de guiné.